Você já parou para pensar o que leva o consumidor a fazer uma compra? Os gatilhos mentais são alguns elementos que interferem na decisão dessa pessoa.

Uma pesquisa divulgada pela Universidade de Harvard mostra que, entre 85% e 95% das decisões de compra são inconscientes. Ou seja, as emoções estão diretamente ligadas ao consumo de produtos e serviços.

Sendo que, os gatilhos mentais ajudam as marcas a comunicarem-se com o lado mais emocional do consumidor. Quer um exemplo?

Lembra de alguma vez que queria muito comprar um produto, e lá no anúncio estava escrito: promoção exclusiva para hoje? E naquele momento, sua mente pensou: “melhor comprar agora”. Nessa situação, o gatilho mental para te aproximar da compra foi o de “urgência”.

Então, no caso de campanhas de marketing, sejam elas por e-mail, sites ou outros meios, quando apresentam gatilhos mentais, focados na persona, trazem ao negócio mais chances de instigar o desejo do cliente.

O que são gatilhos mentais?

São mensagens que influenciam o cérebro humano a tomar decisões de forma automática, com base em estímulos emocionais. Assim, com essa técnica, você pode criar conteúdos e estratégias com grande potencial de influência em relação ao cliente.

Gatilhos mentais no e-mail marketing

Entender como utilizá-los é fundamental para quem deseja gerar resultados de venda. Veja a seguir, alguns exemplos de gatilhos mentais e como utilizá-los no e-mail marketing:

Urgência

O gatilho mental de urgência limita o tempo de oferta de um produto ou serviço, tornando a tomada de decisão do cliente mais emocional e imediatista. Dessa forma, caso não compre a solução ofertada, a sensação do consumidor é de perda.

No e-mail marketing, aplique esse gatilho em lançamentos ou campanhas promocionais. Por exemplo: “Últimas horas para receber o desconto de lançamento”.

Escassez

É comum que os serem humanos deem bastante importância para o que perderam ou estão quase perdendo. Sendo assim, o gatilho mental de escassez é bastante explorado em campanhas publicitárias e de marketing por meio da escassez de tempo, de lote, bônus, vagas, entre outros.

Mas ao utilizar essa estratégia, tome cuidado, pois ela precisa ser verdadeira. Desse modo, se você contou alguma mentira, no momento em que a verdade aparecer, a credibilidade da sua marca é perdida.

Você pode inserir a escassez no e-mail marketing trazendo, por exemplo, limite da quantidade de pessoas que receberão um bônus ou consultoria personalizada. Exemplo de chamada: “Bônus válido para os 100 primeiros que comprarem”.

Antecipação

Desperte o desejo no lead em conhecer uma novidade da sua empresa…

Sabia que as pessoas quando expostas a algo novo, aumentam a liberação de dopamina? Esse neurotransmissor causa a sensação de prazer.

Os trailers de filmes são uma forma de aplicar o gatilho de antecipação. No caso do e-mail marketing, utilize esse gatilho, por exemplo, através da contagem regressiva de lançamentos, a fim de deixar os leads empolgados pelos próximos passos.

Prova social

Este gatilho está relacionado com a sensação de pertencimento. Por isso, faça com que os seus leads e clientes não se sintam sozinhos.

As pessoas têm a necessidade de identificarem-se com um grupo, o que interfere diretamente nas decisões de compra. Portanto, quanto mais pessoas indicarem a sua solução, mais esse produto ou serviço atrairá novos consumidores.

No e-mail marketing, utilize depoimentos de clientes contendo os benefícios que ganharam ao consumirem o seu produto.

Personalização

As pessoas gostam de receber um atendimento único. Então, uma das maneiras de levar essa personalização no e-mail, é utilizando o nome do consumidor já no título. Por exemplo: “Olá, Otávio. Você já sabe quais são as novidades da Black Friday?”.

Há uma tendência maior de aberturas quando há personalização no e-mail. Além do mais, se você realmente conhece seu cliente, pode utilizar termos específicos do cotidiano dele, a fim de gerar maior conexão.

E aí, acredita que esses gatilhos mentais vão te ajudar a melhorar os resultados de venda?

Ficou com alguma dúvida? Então, envie-nos uma mensagem nos comentários.